quinta-feira, fevereiro 17, 2005

Verdes por fora...Vermelhos por dentro


Os Verdes

No outro dia tive uma conversa com um amigo sobre as eleições e foi mais ao menos assim:
Eu: Em quem é que vais votar?
Ele: Olha, estou um bocado indeciso... Sabes que o meu voto normalmente é PSD, mas o Pedro... Ai o Pedro...
Portanto, como não gosto de votar mais à direita que o PSD, como não me apetece ver um Guterres parte 2, como não posso com a demagogia do Louçã e votar PCP nunca esteve em questão, estive a pensar e lembrei-me que se calhar podia votar nos Verdes.
Eu: Nos verdes???
Ele: Sim...Tu sabes que eu sou uma pessoa com grande consciência ambiental e, além disso, simpatizo bastante com aquelas senhoras que aparecem sempre nos debates parlamentares... Como é que elas se chamam?
Eu: Apolónia...Heloísa Apolónia e Isabel Castro.
Ele: Exacto, é isso mesmo!
Eu: Mas ouve lá, tu sabes que para votar nos verdes tens que votar no PC?
Ele: no PC?
Eu: Sim, tens que votar na CDU (Coligação Democrática Unitária) que é uma coligação entre o PC e os Verdes.
Ele: Mas, para seres politicamente ecologista em Portugal também tens que ser comuna?
Eu: Parece que sim...
Ele: Por acaso não fazia ideia... Como costumo sempre ver duas senhoras a falar na AR e por baixo aparece “Os Verdes“, pensei que fossem directamente eleitas enquanto representantes do partido ecologista português e de todos aqueles que como eu se preocupam muito com o meio ambiente.
Eu: Pois é, sabes, no fundo, os verdes só são verdes por fora, por dentro são vermelhinhos...
Ele: Tal e qual as melancias...
Eu: Ah pois! Então e agora?
Ele: Não sei...Se para votar nos verdes tenho que votar no PC, vou desistir dessa ideia... Eu que tive o meu avô perseguido e preso pelos comunas depois do 25 de Abril, só porque tinha uma pequena empresa de transportes que empregava uns quantos trabalhadores que até gostavam dele, não posso agora colocar uma cruz numa coligação comunista .
Eu: Outros tempos! O PC agora é diferente... É um partido mais divertido! Até dizem que o camarada Jerónimo é um grande dançarino!
Ele: Pois é, eu até simpatizo com o homem, mas, infelizmente, não consigo! Domingo logo se vê... Ainda voto é no Garcia Pereira, esse ao menos é sincero, não se disfarça!

Depois desta pequena conversa, reflecti pela primeira e, provavelmente, pela última vez, sobre a situação dos partido Os Verdes e cheguei à conclusão que aquelas simpáticas senhoras que aparecem tantas vezes a falar sobre os mais variados temas: política orçamental, defesa, economia, entre outros temas muito pouco ecológicos, nunca, verdadeiramente, se submeteram ao sufrágio eleitoral. Ou será que sem os verdes o PC em vez de ter 7% passaria a ter 3%?
Salvo erro, até me lembro de ver a ilustre deputada Heloísa Apolónia a discursar, convictamente, dizendo que o Governo de Santana Lopes não tinha legitimidade democrática, porque não tinha sido eleito pelo povo.
É capaz de ter razão!
Mas, será que as verdes alguma vez foram verdadeiramente eleitas pelo povo? E já lá estão há vários anos...

1 Comments:

Blogger Pirata said...

E como se não bastasse o quadro descrito, os ecologistas (?) do MPT também tiveram que deixar os ovinhos na cesta do vizinhos.
É a ecologia à portuguesa.

2:01 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home