quarta-feira, janeiro 04, 2006

A conspiração

O sr. Balsemão, o sr. Paulo Fernandes, o sr. Joaquim Oliveira, o sr. Belmiro de Azevedo e o sr. Pais do Amaral foram todos jantar e combinaram que os seus jornais, revistas, televisões, rádios e portais da Internet iriam apoiar a candidatura de Cavaco Silva à presidência da República. Só mesmo Cavaco é que conseguiria o milagre de pôr os patrões da comunicação social à mesma mesa e a chegar a esta solução de unanimidade!
Será que o sr. Soares acredita mesmo no que diz? Na boca de qualquer outra pessoa tal afirmação seria alvo de um vendaval de críticas, mas com Soares é diferente. É fixe, tem piada, é velhote e não faz mal a ninguém. Na melhor das hipóteses a Alta Autoridade para a Comunicação Social aplica-lhe uma coima de 5 euros pelas afirmações caluniosas e o assunto morre.
Como é óbvio tal concertação de posições só aconteceu na cabeça do dr. Soares que mais uma vez se rebaixa. Mas imaginemos que os principais órgãos de comunicação social declaravam o seu apoio à candidatura de Cavaco Silva, qual era o problema? Graças ao dr. Soares, vivemos numa democracia onde a imprensa é livre. De facto, seria problemático que os órgãos de comunicação social estivessem todos do mesmo lado da barricada mas o problema não era deles, era da falta de alternativas viáveis, capazes de suscitar apoios mais vastos. Talvez o melhor seja juntar-se ao sr. Garcia Pereira