segunda-feira, julho 18, 2005

A pobreza não é a causa

Em Portugal, há certos argumentos que depressa se transformam em verdades sem passarem pelo teste de um debate crítico. Esta tendência não só é má para a qualidade das discussões públicas do nosso país, como prejudica a compreensão de questões importantes. A propósito dos ataques terroristas em Londres, muitos afirmaram, mais uma vez, que a pobreza é a principal causa do terrorismo. Para os que contestam este argumento, onde me incluo, a primeira reacção, e a mais lógica, é recorrer aos factos. Se lermos as biografias dos terroristas de Nova Iorque, de Madrid, e de Londres, cerca de três dezenas, percebemos rapidamente que nenhum era pobre. Pelo contrário, todos eles pertenciam à classe média, a maioria tinha educação universitária e estavam integrados nas sociedades europeias e norte americanas. Além disso, se olharmos para o perfil dos principais dirigentes dos movimentos radicais islâmicos, quer os que habitam na Europa, quer os que vivem em países muçulmanos, encontramos igualmente pessoas educadas, algumas com uma forte formação científica e intelectual, e prósperas financeiramente. Numa sociedade inteiramente racional, estes factos seriam suficientes para destruir o argumento de que a pobreza causa o terrorismo.

João Marques de Almeida, Diário Económico

3 Comments:

Anonymous LuisC said...

A pobreza é, efectivamente, uma das causas. Mas não se trata da pobreza desses dirigentes, como menciona, mas sim dos apoiantes, das bases desses movimentos, povos pobres a quem a promessa de luta contra os ricos e poderosos enche de esperança o espírito faminto. Esses movimentos existem e têm seguidores; e nestes casos como noutros, os líderes são, mais do que pela riqueza, grandes vendedores de propaganda e de ilusões, capazes de "vender pão" a quem dele necessita.

9:38 da manhã  
Anonymous André Ponte said...

A principal causa do terrorismo continua a ser o fanatismo religioso, tão avesso aos mais elementares valores liberais...

1:01 da tarde  
Blogger Victor Lazlo said...

Se a principal causa fosse a pobreza, dá-me ideia que os terroristas seriam maioritariamente da África subsariana

11:49 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home