terça-feira, maio 31, 2005

Sou o porteito das "noites à direita"

Vai abrir um boteco novo: chama-se “noites à direita”. À quinta-feira é “ladies night”. A vodka é importada directamente da Sibéria. O vinho é nacional. Aliás, deixo já um aviso: neste boteco só se venderá vinho e vodka. Não há cá essas mariquices dos shot’s. E, mais importante, eu serei o porteiro. Requisitos para a entrada no estaminé: laço ou gravata; risco ao meio; e senhora pelo braço.

Agora a sério.

Finalmente, começa a surgir um movimento liberal em Portugal. Finalmente. A direita liberal e a esquerda liberal devem e podem juntar-se. Porquê? Porque são minoritárias em Portugal. O mainstream português é dominado por esquerdas e direitas velhas, reaccionárias, cheias de pó.

É tempo.

É tempo de acabar com a brincadeira reaccionária em Portugal. É tempo de começar a fazer a transfusão de sangue que este cadáver com 862 anos precisa.

2 Comments:

Anonymous David said...

Será que me deixas entrar ou vais pedir 100 euros de consumo mínimo?
Onde e quando serão essas noites?

4:00 da tarde  
Blogger JCS said...

É mesmo urgente tirar o pó...

9:31 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home